31/01/2013

Ouça os gols da vitória do Fantasma


OPERÁRIO 2 X 1 CIANORTE

CBN PONTA GROSSA - AM 1300
Narração: Joel Brasília
Reportagens: Felipe Gustavo e Sebastião Neto
Plantão esportivo: Andressa Kikut
Sonoplastia: Marcos Andrade
Comentarista: Valter de Souza 
Produção e edição de áudio: Ana de Oliveira
1- Rone Dias - Ofec


2 - Mineiro - Cianorte


3-João Paulo - Operário


Ouça também o programa CBN Esportes - seg a sex. 11h as 12h
Site: www.cbnpg.com.br

Operário vence e sobe na tabela de classificação


Fonte: Futebolparananense.net


O Operário venceu o Cianorte por 2 a 1 nesta quarta-feira, no Estádio Germano Kruger pela quarta rodada do Campeonato Paranaense. 

Após três empates, o Fantasma chegou a sua primeira vitória na competição e subiu para a quinta colocação com seis pontos. O Leão do Vale continua sendo o pior time do campeonato ainda sem pontos e apenas um gol marcado.

O primeiro tempo foi bem disputado e com lance perigosos dos dois lados. O Operário saiu na frente aos 26 min, Rone Dias abriu o marcador, o Cianorte chegou ao empate com Mineiro aos 42 min. No segundo tempo o Operário foi para cima em busca da virada, Rone dias a teve a chance de marcar o segundo em cobrança de pênalti, mas o goleiro Marcelo defendeu. Já no final do jogo aos 43min, o Fantasma chegou ao gol da vitória, em novo pênalti, desta vez o atacante João Paulo bateu e converteu garantindo os três pontos para o Alvinegro.

O Operário volta a campo no domingo em Paranaguá contra o Rio Branco, a partida esta marcada para às 17h. Já o Cianorte enfrenta o Atlético-PR no sábado no Ecoestádio na abertura da quinta rodada.

Público Total: 3.692
Renda R$ 58.080,00

OPERARIO: Silvio; Correia, Edimar, Neguette e Alex Cazumba; Batista (Jácio), Sandro, Sidnei, Cacá e Rone Dias (Maicon); João Paulo(Thiago Augusto).
Técnico: Lio Evaristo.

CIANORTE: Marcelo; Lisa (Lindóia), Alexandre Luz, Alemão e Digão; Cleiton, Mineiro, Paulinho e Juliano(Jovane); Diego Dedoné e Lucas Silva (Thiago Ferreira)
Técnico: Paulo Turrao 

29/01/2013

Operário desperdiça gols e deixa escapar vitória


Felipe Gustavo - Jornal da Manhã

Sem aproveitar as chances criadas, time de Lio Evaristo soma o terceiro resultado igual no Paranaense. Equipe alvinegra saiu na frente do placar e cedeu o empate novamente.

Thiago Augusto aproveitou a chance que teve e balançou as redes pela primeira vez | foto: Thiago Terada

Três jogos, três empates. A campanha do Operário Ferroviário no início do Campeonato Paranaense está longe de agradar à diretoria, comissão técnica e jogadores do clube. Contra o ACP, no Estádio Waldomiro Wagner, o Fantasma ficou no 1 a 1, resultado que deixou a equipe na sétima colocação do estadual com três pontos somados. Mais uma vez, o time de Lio Evaristo saiu na frente do placar, mas sofreu o gol de empate na etapa complementar.

Já no início da partida, os jogadores alvinegros criaram boas chances de marcar. Aos 17 minutos, uma boa troca de passes deixou o atacante Thiago Augusto na cara do gol, e o camisa 9 aproveitou para balançar as redes adversárias pela primeira vez nesta temporada.

Na sequência, Sidnei, Cacá e Correia tiveram a oportunidade de ampliar o placar.

Leia a matéria na integra no JM impresso. 

Operário vacila e adia primeira vitória


Sebastião Neto - Diário dos Campos

Empate em 1 a 1 contra o Paranavaí fora de casa é o terceiro em três jogos no estadual; time tem nova chance nesta quarta-feira, contra o Cianorte, em Ponta Grossa

Operário Ferroviário foi melhor no primeiro tempo, mas sofreu o empate nos minutos finais | foto: Fabiano Fracarolli - Diário do Nordeste
Faltou pouco para o Operário Ferroviário conquistar a primeira vitória no Campeonato Paranaense 2013. Neste domingo, em jogo válido pela 3ª rodada do estadual, o Fantasma de Vila Oficinas foi até Paranavaí e ficou no empate em 1 a 1 com os donos da casa, caindo para a 7ª colocação do estadual. Apesar do gol marcado por Thiago Augusto na etapa inicial, o time de Ponta Grossa deu espaços ao ACP nos 30 minutos finais de partida e viu Alex Ricardo marcar o gol de empate do Vermelinho aos 35 minutos do 2° tempo. Com a nova igualdade - a terceira em três jogos, a chance do primeiro triunfo será amanhã, às 20h30, diante do Cianorte no Estádio Germano Krüger.

"Temos que levantar a cabeça, trabalhar. Nosso time tem condições de brigar na parte de cima da tabela", disse o técnico Lio Evaristo, na entrevista coletiva após o jogo no Estádio Valdomiro Wagner. O comandante destacou ainda que o alvinegro empatou "para ele mesmo", se referindo à grande quantidade de oportunidades criadas durante o 1° tempo.  "Tivemos algumas falhas que não condizem com a qualidade do nosso time", completa Lio, ao falar sobre a pressão exercida pelo ACP principalmente na metade final do 2° tempo.

Para o jogo diante do Cianorte - que ainda não pontuou no torneio e sequer marcou gol no estadual, o Operário terá o desfalque do zagueiro Alex Moraes, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.  "Não vejo muito problema. Nosso grupo é grande e está preparado para suprir as ausências", explica o comandante. Duas possibilidades são prováveis para a montagem da equipe: a primeira é a entrada de Almir Dias, reserva natural de Alex, no time titular. Já a outra opção é deslocar Edimar, que é zagueiro de origem, de volta à sua posição original, enquanto Jacio e Patrick brigariam pela vaga entre os titulares.

Quem deve ser mantido na equipe é Thiago Augusto, que marcou seu primeiro gol com a camisa do Fantasma, mas lamentou o terceiro empate consecutivo do time ponta-grossense. "Quando ganha, ganha todo mundo, e quando perde, perde todo mundo também. Infelizmente, levamos o gol no final e agora precisamos vencer na quarta", avalia o camisa 9, que fez mais uma vez dupla com João Paulo no ataque do Operário.

Treinos
Na tarde de ontem, o grupo alvinegro se reapresentou já pensando no duelo contra o lanterna do Paranaense. Enquanto os jogadores que atuaram em Paranavaí fizeram trabalho regenerativo no Estádio Germano Krüger, o restante do elenco fez trabalho tático na UTFPR.  A novidade vai ficar por conta do trabalho desta terça-feira, que será feito no período noturno. O último trabalho tático antes da partida contra o Cianorte vai ser às 19 horas no Estádio Germano Krüger.

Londrina atropela Nacional e segue líder
Como se não bastasse a ausência de vitórias do Operário, o principal rival da equipe no interior paranaense está com um sorriso estampado no rosto. O Londrina venceu a terceira partida no Campeonato Paranaense neste domingo ao golear o Nacional de Rolândia no Estádio do Café por 4 a 0, e é única equipe 100% de aproveitamento no estadual. Líder após três rodadas, o Tubarão também tem o melhor ataque do torneio com 14 gols marcados e o artilheiro do Paranaense: Celsinho, com cinco gols, é o principal destaque do time comandado por Cláudio Tencati.
Nos outros jogos da rodada, destaque para a vitória do Paraná Clube no clássico diante do Atlético no Eco-Estádio Janguito Malucelli por 1 a 0. O zagueiro Anderson marcou o único gol da partida, e manteve o Tricolor como um dos invictos do torneio ao lado do líder Londrina, do Coritiba - que venceu o Cianorte por 2 a 0 na casa do adversário - e do próprio Operário Ferroviário. Outra estatística positiva do Fantasma é na defesa, um das três menos vazadas do campeonato, atrás apenas do Paraná Clube e do Coritiba. (S.N.)

Classificação

Londrina
9
Coritiba
7
Paraná Clube
7
J. Malucelli
6
Arapongas
4
Paranavaí
4
OPERÁRIO
3
Atlético
2
Toledo
2
10º
Rio Branco
2
11º
Nacional
1
12º
Cianorte
0

Resultados - 3ª rodada
J. Malucelli         2x1         Arapongas
Paranavaí            1x1         OPERÁRIO
Atlético                0x1         Paraná Clube
Cianorte              0x2         Coritiba
Rio Branco          0x0         Toledo
Londrina              4x0         Nacional

27/01/2013

Áudio: Gols de Operário e Paranavaí

Operário 1x1 Paranavaí

RÁDIO CBN PONTA GROSSA - AM 1300

Narração: Joel Brasília
Reportagens: Felipe Gustavo e Rafael Morientes
Plantão esportivo: Sebastião Neto e Andressa Kikut
Sonoplastia: Júlio Cesar Pires 
Produção e edição de áudio: Ana de Oliveira



Thiago Augusto


Alex Ricardo

Ouça também o programa CBN Esportes - seg a sex. 11h as 12h - AM 1300 - Site www.cbnpg.com.br

Áudio: escalação do Operário em campo em Paranavaí

Escalação do Operário que entra em campo contra o ACP - Paranavaí. Neste domingo (27) no Estádio: Valdomiro Wagner.


Narração: Joel Brasília

Reportagens: Felipe Gustavo e Rafael Morientes
Plantão esportivo: Sebastião Neto e Andressa Kikut
Sonoplastia: Júlio Cesar Pires

Ouça ao vivo:www.cbnpg.com.br

Nota: Cancelada a terceira rodada do Gauchão


A Rodada foi cancelada em virtude da tragédia em Santa Maria

A Federação Gaúcha de Futebol, através de sua presidência, comunica que os jogos da terceira rodada do Gauchão - Edição 2013 marcados para o dia 27/01/2013 (Domingo) estão cancelados em virtude do incêndio ocorrido na Boate Kiss na cidade de Santa Maria, onde morreram aproximadamente 200 pessoas.

A nova data para a realização destes jogos será informada pela FGF no início da próxima semana.

Jogos cancelados que seríam realizados no dia 27 de janeiro de 2013 (Domingo):

Caxias x Internacional
Cruzeiro x Esportivo
Lajeadense x São José
Pelotas x São Luiz
Cerâmica x Canoas
Grêmio x Santa CRuz
Passo Fundo x Veranópolis
Fonte: Presidência - http://fgf.com.br

‘Avante Fantasma’ reúne admiradores do Operário

Gisele Wardani - Diário dos Campos

Inaugurada em agosto do ano passado, a sede da Associação Avante Fantasma (Aafa) é ponto de referência aos torcedores do Operário. A Galeria Cação Ribeiro tem acervo de mais de 200 fotos, recuperadas junto aos fanáticos operarianos e algumas até restauradas. A diretoria tem 15 membros e mais 50 associados. A ideia surgiu para reunir interessados em alavancar o time, nas competições do ano passado, conta Alysson Antero, um dos diretores. Hoje a Associação mantém a estrutura com as mensalidades que recebe e com a venda de materiais oficiais do clube, como chaveiros, canecas, adesivos, mouse pads, camisetas e livros. De acordo com Tiago Moro, presidente da Aafa, nos próximos meses, o grupo vai percorrer colégios, realizando a entrega de material informativo para o público infantil. “A torcida tem espaço para crescer”.
Segundo ele, o trabalho é importante pelo fato que o time ficou 10 anos sem disputar campeonato. “Ponta Grossa tem a oportunidade de ter um time próprio, e que está, no cenário geral, em situação melhor do que muitos outros, e hoje os torcedores são uma pequena chama, então fica fácil disseminar”, destaca. A meta é manter o estádio cheio. “Estamos organizados para reivindicar o que os torcedores gostariam de cobrar”. Todos os torcedores podem ser associados da Aafa, basta ter 18 anos completos e comparecer na sede. A inscrição é R$ 15 e a mensalidade R$ 20. “Estamos abertos sempre de quarta a sábado, das 10 às 18 horas, e pedimos, também, para quem tiver material antigo do Clube que tragam à sede, pois há muito material perdido, individualizado que pode enriquecer nosso acervo e mais pessoas terem acesso”, detalha.
Cadeira cativa
Tiago é representante sindical, tem 32 anos, e não lembra a primeira vez que esteve no Estádio Germano Krüger. “Meu avô e meu pai tinham cadeira cativa e até 1994 acompanhamos todos os jogos, e como bairristas que somos, é orgulho torcer para o Operário, e nesta fase queremos o time na Série B do Brasileiro, e que volte a ser classificado na Série D e na Copa do Brasil, e logo subindo para a série C, para que os torcedores tenham calendário anual com o time, diferente do ano passado que o nosso calendário acabou em maio”, conclui.

Trem Fantasma: entre as maiores torcidas do Sul


Gisele Wardani - Diário dos Campos
Élio Carlos Delgado coleciona ingressos dos jogos do Operário | Foto: Fábio Matavelli

Marcos Adamowicz está entre os milhares de torcedores fanáticos do ‘Fantasma’. O Operário Ferroviário Esporte Clube comemorou centenário em 2012, e Marcos, apesar de jovem, tem coleção de 30 camisas oficiais do time. “Minha família sempre torceu e no início tinha cinco camisas e então resolvi levar a sério, correr atrás de jogadores para pedir, e procurar no estádio os torcedores com camisas diferentes, que eu não tinha, e logo corria atrás, abordava e explicava que era colecionador e por quanto me vendia a camisa”, conta.
Felippe Krüger é outro apaixonado. “Meu amor pelo Ofec vem de pequeno, pois meu avô, Aroldo Krüger era fanático pelo Fantasma, preferia ir ao estádio ou escutar jogo do Operário pelo rádio, do que assistir jogo de times ditos mais ‘famosos’ como a maioria fazia, e isso me fez entender a diferença entre torcedor e telespectador, e por essa influência, em casa, virei apaixonado torcedor”. Ele ajudou a fundar torcidas, uma delas a extinta Revolução Operariana, e a atual Trem Fantasma. “Com essas torcidas compareci a todos os jogos do Ofec em Ponta Grossa, e em muitos fora”.
A paixão só aumenta a cada dia, mesmo com o sofrimento de não alcançar, nos últimos anos, a final do campeonato. “A sensação de um título ou de uma vitória é momentânea, o amor pelo clube do coração é para sempre”, dispara. Ele também é um colecionador de camisas, e tem todas elas desde o retorno do Ofec, em 2004. E as expectativas para 2013 são as melhores. “Com toda certeza seremos campeões, nos dois turnos, e campeão sobrando”, antecipa.
Élio Carlos Delgado integra a Associação Avante Fantasma, criada no ano passado. Professor de Educação Física, de 48 anos, coleciona ingressos dos jogos do Operário desde 1978. “Vinha ao estádio com meu pai, e aos seis anos já guardava os ingressos, mas muito mais tarde é que comecei a marcar as datas corretas, para ter tudo documentado. “Hoje para nós o Operário representa a entrada de Ponta Grossa no cenário nacional, o time está colocando Ponta Grossa no mapa nacional do futebol”, destaca.
E são os apaixonados pelo Fantasma de Vila Oficinas que formam a Torcida Trem Fantasma, uma das maiores entre as organizadas do sul do Brasil. O tatuador Ricardo Loreno, de 29 anos, é atual presidente da torcida que foi formada em 2009 com a união de três  grupos: Garra Operariana, Revolução Operariana e Torcida independente. “Resgatamos o nome da torcida que estremecia os estádios e os rivais nas décadas de 70 e 80, mas não é uma reformação, pois o nome não era registrado, e escolhemos este nome justamente pelo peso”, enfatiza.
O objetivo é crescer e vencer!
A Associação Esportiva, Recreativa e Cultural Trem Fantasma tem 400 membros cadastrados. “Mas temos os simpatizantes e na verdade estamos agora começando a recadastrar a torcida, mas pela dimensão e história do Operário mesmo sem número exato, é a maior torcida do interior do Paraná e entre as organizadas é uma das maiores do Sul do Brasil, perdendo para Os Fanáticos do Atlético Paranaense, o Império Alviverde do Coritiba, a Fúria Independente Tricolor do Paraná Clube, que são os três da capital paranaense, e em quarto lugar para a União Tricolor de Joinville (SC), que são aquelas que têm hierarquia e uniformização, como a nossa”, detalha Ricardo Loreno.  
Ele teve o primeiro contato com o time aos 7 anos, levado ao estádio pelo pai. “A gente vai se doando e o Operário acaba fazendo parte da vida da gente, e hoje a minha vida não caminha longe do Clube”. E a expectativa é ser campeão do Paranaense. “A torcida voltou forte, e o time tem tudo para fazer bom campeonato. Os primeiros jogos foram tranqüilos e agora o espetáculo vai ficar cada vez melhor, com as famílias, as crianças, as mulheres no estádio, que é uma tradição operariana, e vamos preservar isso, e fazer a torcida crescer, pois tem potencial para isso”.
Marcos Adamowicz mostra coleção com mais de 30 camisas oficiais do Operário | Foto: Rodrigo Covolan 

Operário e os ídolos da história

Gisele Wardani - Diário dos Campos

O ídolo do Ofec, Gracindo Sobrinho, mostra a foto oficial do time em 1977 | Foto: Fábio Matavelli

O camisa 2, José Gracindo Sobrinho, de 69 anos, fala dos tempos áureos em campo com olhos brilhantes. Lembra, entusiasmado, detalhes das competições em que imortalizou a lateral direita do time e fez história no Operário Ferroviária Esporte Clube (Ofec) na década de 70. “Tenho saudade, pois fiz milhares de amigos, e hoje minha paixão é cuidar do campo, cortar a grama, fazer as marcações das redes e toda a limpeza do gramado”. Há mais de dois anos ele é funcionário contratado pelo Clube e mantendo o campo em ordem ele demonstra sua paixão.
No Operário permaneceu até 1981, sendo convidado em 1974 a fazer parte do time. “Fui convidado a ficar, pelo então presidente do Clube, Odilon Mendes, e recém casado comecei a trabalhar no Departamento de Serviços Públicos, onde me aposentei”. A rotina era trabalhar das 7 às 16 horas. “E corria para o campo treinar, todos os dias”.
Fora de Campo
As chuteiras ele aposentou aos 40 anos. “São poucos que chegam a essa idade em campo”, destaca.  Dos momentos alegres lembra vitórias e festas, sem tantos detalhes. Mas com tristeza recorda o jogo contra o Londrina, em 77. “O bandeirinha não deu o impedimento para o adversário e derrubei o bandeirinha com um pulo e os pés no peito dele, que ficou no alambrado e apanhou da torcida. Levei seis meses de suspensão”, lamenta.
Pai de três filhos, ponta-grossenses e operarianos, ele disse que não teve sorte de ser campeão pelo time do Operário. “Estou feliz por estar perto do Operário hoje e poder vê-lo chegar pelo menos no terceiro lugar no Paranaense”, diz.   Para o experiente Gracindo, este ano o Ofec tem time para disputar a final do Campeonato Paranaense. “O futebol às vezes é ingrato, como ano passado que passou mal a primeira fase, se recuperou na segunda, mas tenho certeza que o Operário em 2013 vai ficar nas cabeças, entre os quatro melhores do Estado”, finaliza.

Operário afirma necessidade de vitória contra o ACP

Sebastião Neto - Diário dos Campos

Depois de boa atuação em Arapongas, Fantasma de Vila Oficinas precisa da primeira vitória no estadual para seguir na caça ao líder Londrina, que está quatro pontos a frente do alvinegro
Para garantir confiança, Lio Evaristo destaca evolução do time em conversa com os jogadores | foto: Fábio Matavelli

Cruzar o Paraná em busca da primeira vitória. Este é o desafio do Operário Ferroviário, que fez, na tarde deste sábado, uma das viagens mais longas do Campeonato Paranaense para encarar neste domingo, às 17 horas, o Atlético Paranavaí na casa do adversário. O jogo, que acontece no Estádio Valdomiro Wagner, é válido pela 3ª rodada do estadual e coloca frente a frente 6° e 8° colocados, já que o ACP teve uma vitória e uma derrota nos dois primeiros jogos, enquanto o Fantasma da Vila conquistou dois empates - contra Coritiba, no Germano Krüger, e diante do Arapongas, no José Chiapin.
"Nossa responsabilidade é vencer, independente da campanha do Londrina. Temos que pensar exclusivamente no Operário e no desejo da primeira vitória", ressaltou o zagueiro Alex Moraes no treinamento desta sexta-feira, que aconteceu no Estádio Centenário - Sede Campestre do Clube Verde. Líder do estadual, o Tubarão abriu quatro pontos de diferença sobre a equipe de Ponta Grossa. Para o jogo deste domingo no noroeste do Estado, o Operário não terá mudanças em relação à equipe que empatou em 1 a 1 com o Arapongas. "Os torcedores e vocês da imprensa gostaram da atuação do time lá em Arapongas. Vamos dar moral e confiança para eles", disse o técnico Lio Evaristo, na entrevista coletiva sexta-feira.
Com isso, mudanças importantes na formação tática do alvinegro serão mantidas, como a presença de dois atacantes - João Paulo e Thiago Augusto - entre os titulares. "Não podemos deixar só nas costas do João Paulo e do Thiago a marcação dos gols", alertou Lio, destacando a presença ofensiva de outros jogadores do time e o auxílio deles na marcação da saída de bola, ponto bastante trabalhado no treino de anteontem em Ponta Grossa. "A gente procura defender com eficiência, e quanto tiver uma falta ou uma bola parada ajudar os atacantes. Acho que os gols vão sair naturalmente", disse Alex, que deu o passe para o único gol do Fantasma na competição, marcado por Edimar no jogo em Arapongas.
Trabalho
Com pouco tempo de preparação entre os jogos, a semana alvinegra foi basicamente de recuperação do desgaste das partidas e ajustes táticos no grupo. "Não dá para dar nenhum trabalho de choque com eles, até porque existe um desgaste grande da jogar quarta e domingo", disse o comandante do Operário. No trabalho de sexta, último antes da viagem para Paranavaí, a prioridade foi para as finalizações e a pressão de saída de bola na defesa adversária. A chegada do elenco do Fantasma ao noroeste aconteceu no início da noite de sábado, após aproximadamente sete horas de estrada.
Liberado pelo BID, Alex Cazumba será opção no banco de reservas | foto: Fábio Matavelli

Maicon segue no banco e Fabinho ganha 'última chance'
Na entrevista coletiva desta sexta-feira, a primeira pergunta direcionada ao técnico Lio Evaristo foi se a equipe que enfrentou o Arapongas seria mantida. Sem segredos, o comandante confirmou os 11 titulares que vão enfrentar o Paranavaí no Valdomiro Wagner. Uma das supostas mudanças era a estreia do lateral-esquerdo Alex Cazumba, contratado por empréstimo junto ao Skoda Xanthi (GRE), mas o jogador deve ficar como opção no banco de reservas.
"O que a gente não pode fazer é queimar o jogador. O Fabinho é um grande atleta, já trabalhei com ele várias vezes, e temos que dar um voto de confiança para ele. Se as coisas não funcionarem da maneira como deve ser, a gente toma as providências para o bem do time", explicou o técnico, confirmando a presença de Cazumba entre os reservas e não descartando que se o jogador vindo do exterior ainda não estiver 100%, Edson Grilo pode ocupar a lateral-esquerda.
Já Maicon, que deu lugar a João Paulo em Arapongas, ficará mais uma vez entre os suplentes. O atacante, inclusive, entrou na etapa final na última quarta-feira e acabou tomando o segundo cartão amarelo em dois jogos, fazendo parte do grupo dos 'pendurados' ao lado de Fabinho e Alex Moraes, já que, por uma falha do árbitro Fábio Filipus, o cartão dado a Neguete foi creditado na súmula para o jogador vindo do Atlético.
Após liminar, ACP venderá cerveja no estádio
A diretoria do Atlético Paranavaí, através dos advogados Fábio Franco e Anderson Gonzalez, conseguiu na Justiça a liberação para a venda de cerveja no Estádio Valdomiro Wagner nos jogos da equipe no Campeonato Paranaense. A liminar obtida pelo clube animou o presidente Nivaldo Mazzin, que buscava a liberação desde o início do ano. “A notícia é boa, mas tem todo um tramite jurídico a ser cumprido. Tem de ser comunicado a Prefeitura de Paranavaí e as Polícias Civil e Militar. Mas estará tudo liberado para este domingo, disse o presidente ao jornal Diário do Noroeste.
Sobre o time, o técnico Nei César fará duas mudanças em relação ao time que perdeu para a Coritiba na quarta-feira. Celinho, que se recuperou de dengue – que virou epidemia na cidade desde a última semana, substitui Carlinhos Bahia. Outro que foi picado pelo mosquito transmissor e já está recuperado, o atacante Leomar, também volta ao 11 titular do Vermelhinho no lugar de Renato Dias. “Confio em uma postura diferente daquela que tivemos no jogo contra o Coritiba”, disse Nei César. Entre os jogadores conhecidos da torcida de Ponta Grossa, o goleiro Rudi, que passou pelo Operário na Divisão de Acesso, deve ser o reserva de Naldo na meta dos donos da casa. (Com informações do jornal Diário do Noroeste)

---- FICHA TÉCNICA ----

PARANAVAÍ: Naldo, Hesdras, Alex Noronha, Marinho e Anderson; Vieira, Schneider, Alex Ricardo e Celinho; Felipe Rafael (Neizinho) e Leomar - Técnico: Nei César
OPERÁRIO: Silvio, Correia, Alex Moraes, Neguete e Fabinho; Edimar, Sidnei, Rone Dias e Cacá; João Paulo e Thiago Augusto - Técnico: Lio Evaristo
Arbitragem: Antônio Valdir dos Santos
Assistentes: Antônio Camargo de Andrade e Everson de Souza
Estádio: Valdomiro Wagner - Data: 27/01 - Horário: 17 horas
Ingressos (Visitante): R$ 20 (Arquibancada Geral)

24/01/2013

Gols de Operário e Arapongas pela CBN Ponta Grossa

Edmar - Operário


Rick - Arapongas



Narração e direção de esportes: Joel Brasília
Reportagens: Felipe Gustavo e Rafael Morientes

Plantão esportivo: Sebastião Neto e Andressa Kikut
Sonoplastia:Marcos Andrade
Comentários: Valter de Souza
Produção: Antônio Carlos de Miranda e Ana de Oliveira |
Edição: Ana de Oliveira

Acompanhe também de segunda a sexta feira o programa CBN Esporte em AM 1300 e www.cbnpg.com.br

23/01/2013

Assista videos de Alex Cazumba novo reforço do Operário

O jogador Alex Cazumba apresentado pelo Operário Ferroviário na última segunda-feira (21), formado na base do São Paulo Futebol Clube, atuou em cubes como o Juventude (RS), Figueirense (SC) e no Los Angeles Galaxy (EUA) jogou contra o Cristiano Ronaldo (foto abaixo).   

Foto: picofdaday.blogspot.com.br
O lateral vem por empréstimo do Skoda Xanthi da Grécia, até o final do Campeonato Paranaense. “ Estou feliz e espero somar com o restante do grupo. Assisti ao jogo contra o Coritiba e gostei da torcida”, disse ele, que também costuma apoiar no ataque.


Nome: Alex dos Santos Cazumba

Posição: lateral esquerdo

Idade: 24 anos
Altura:1, 83 m